Social Icons

facebooktwitterrss feedemail

Pages

25 de fevereiro de 2010

And The Oscar Goes To... (Parte 1)


Falta pouco mais de uma semana para o Oscar e andei assistindo alguns dos indicados a melhor filme, é o prêmio máximo do cinema mas a maioria dos meus filmes preferidos não ganharam nada e nem foram indicados para nada. Entendo que meu gosto também não seja...como posso colocar? Refinado, seria? Alguns dos filmes que são aclamados pela crítica e pelo público (ou só por um ou só pelo outro) eu destesto, outros eu adoro e preciso ter. Tenho um gosto eclético que vai dos enquadramentos do Akira Kurosawa passando por sabres de luz do George Lucas chegando nos closes em tripas do George Romero.
Apesar de não ver meus filmes preferidos ganharem um único Oscar eu assisto a todos, acho que por causa de toda pompa e glamour envolvidos. Quão volátil eu sou! Nesse ano são dez os indicados para melhor filme e assisti cinco deles por enquanto, semana que vem quando terminar de ver os outros cinco posto aqui no blog:

The Blind Side
Achei fraquinho para ser indicado, o filme é baseado na história do jogador de futebol americano Michael Oher que joga no Baltimore Ravens. Lembro agora de dois filmes com futebol americano que achei bem melhores; Meu Nome é Radio (Radio, 2003) e o Golpe Baixo (The Longest Yard,1974) esse último teve uma refilmagem com o Adam Sandler que como o The Blind Side não é lá aquelas coisas. A Sandra Bullock foi indicada como melhor atriz por esse filme.

District 9
Esse eu gostei, sendo um nerd minha opnião já não é nada imparcial porque só pelo fato do filme ter seres extrra-terrestres já conta como ponto positivo. Só que o District 9 vai além, a história se passa na África do Sul e faz uma analogia com o Apartheid, coloca a segregação e pré-conceitos passados pelo alíenigenas, o que evidencia o Apartheid sendo mais uma das idiotices que o ser humano é capaz de fazer.

An Education
Com a atriz Carey Mulligan que também foi indicada. A história é boa e passada na Inglaterra, me identifiquei com o vivenciado pela personagem que fica dividida entre a educação acadêmica e o glamour da noite e com o que se aprende fora das escolas, inclusive um dos roteiristas é o Nick Hornby que escreveu o Alta Fidelidade (que foi filmado e é um dos meus filmes preferidos) e Uma longa Queda. Apesar disso achei o filme monótono, acho que foram divergências de opniões, tudo o que a personagem admira no mundo da arte e música eu não consigo gostar.

The Hurt Locker
Esse filme conta a história de um esquadrão anti-bombas passado na guerra do Iraque. Sei que a proposta do filme não é discutir sobre, mesmo assim sempre me vem em mente o governo Bush, com relação ao que todos sabem...ONU, motivos duvidosos, protestos anti-guerra no mundo inteiro. Apesar de mostrar só o lado americano o filme é muito bom e gostei porque ele foca na relação humana e pressão envolvidas no serviço que os soldados prestam.

Inglorious Basterds
Sou um fan devoto do Tarantino. Em todos os filmes, mesmo os mais ruizinhos ele consegue colocar uma idéia diferente na mesa. Minhas cenas favoritas são as dos diálogos entre os personagens, não soa como alguém discursando ou uma explicação didática sobre o enredo, parecem conversas "normais" reais, de como eu e o seu Zé do bar conversamos. A parte ruim de eu gostar tanto dele é que sempre comparo a filmes que considero obras de arte como o Cães de Aluguel e o Pulp Fiction, o que não tão é justo da minha parte afinal assuntos, situações e opniões mudam. O filme é ótimo. Destaque para o Brad Pitt que está excelente, sou fan do cara.

Como ainda não vi todos os dez não vou colocar o meu favorito, fica para semana que vem. Aqui vai um videozinho que dei muitas risadas com o Jack Black, Will Ferrel e John C. Reilly cantando no Oscar de 2007 para aquecer e entrar no clima.
 

.

.

.